GET It blog

Jejum Intermitente

O Jejum Intermitente é um método de emagrecimento, que visa intercalar períodos de jejum com períodos de alimentação. O objectivo deste método é fazer com que o corpo utilize as reservas de gordura armazenadas no organismo, e assim reduzir a massa gorda.

Por norma, no jejum intermitente são aconselhadas entre 8 a 16h, pode ser feito diariamente ou em determinados dias da semana. Em casos extremos o número de horas máximas para jejuar são até 23h.

O jejum é originário da era paleolítica, como os humanos viviam da caça não tinham acesso aos alimentos tão facilmente como nós, principalmente como nos dias de hoje.

Expondo  exemplo prático de como funciona o método, se jantou às 21h conta 16h para a próxima refeição, seria às 13h do dia seguinte. Ou seja, jantava e só voltava a ingerir uma refeição à hora de almoço do dia seguinte.

Foram realizados estudos científicos para verificar como o jejum intermitente funciona a nível metabólico. Estás pesquisas foram feitas em animais e mais tarde em humanos. Apesar destes estudos terem sido realizados em indivíduos saudáveis, e em períodos curtos de tempo, pôde constatar-se que o jejum intermitente teve um impacto positivo na regulação do metabolismo. A actividade cerebral e cognitiva foi significativamente potenciada, devido a um maior aporte sanguíneo nestes tecidos.

Foi notória uma aceleração do metabolismo em geral, o que efetiva a perda de massa gorda. A gordura visceral, bastante difícil de eliminar, também demonstrou níveis mais baixos. As respostas inflamatórias do sistema imunitário reduzem, o que é bastante positivo, e os níveis de insulina e glicemia melhoram.

No entanto, os cientistas afirmam que é necessário mais estudos e pesquisas para saber ao certo os benefícios do jejum intermitente, principalmente a longo prazo. E para constatar se realmente é benéfico para a saúde.

As refeições após o jejum devem ser equilibradas e compostas por alimentos nutritivos e reguladores, como as verduras, os legumes, e frutas, alimentos energéticos, como as fibras e as proteínas magras. É importante que os alimentos consumidos entre os períodos de jejum sejam de valor nutricional elevado. Nós períodos de jejum completo é essencial a ingestão de água, ou chás sem açúcar.

É necessário ter em conta que o jejum intermitente não deve ser feito por todas as pessoas, principalmente sem o acompanhamento adequado. Existem condições clínicas que não permitem este tipo de métodos. Como patologias com carências nutricionais, ou indivíduos que facilmente desenvolvam anemias ou patologias relacionadas com a deficiente nutrição do organismo. O ideal é consultar o seu médico ou nutricionista se tem algumas restrições clínicas deste tipo.

Existem milhares de casos de sucesso com este método de emagrecimento, mas como referido anteriormente é necessário um acompanhamento profissional e adequado se não está familiarizado com este tipo de alimentação.

Share:

Publique um comentário!