GET It blog

O que nunca lhe disseram sobre o açúcar

Estudos recentes apontam que em média o consumo de açúcar por pessoa, é cerca de 135 gramas por dia, na Europa. Há cerca de 100 anos atrás o consumo era de 7,5 a 10 quilos por pessoa, num ano.

Antes da revolução francesa eram poucas as pessoas que consumiam açúcar, com a exceção da classe alta, desde esta altura o seu consumo tem vindo a aumentar, de uma forma exacerbada e assustadora.

Visto que o açúcar é um alimento, do ponto de vista nutricional, vazio e que o seu consumo excessivo, está diretamente ligado a um grande espectro de doenças civilizacionais, é curioso que o seu consumo seja cada vez maior.

Mas será que o leitor/a sabe quais os malefícios do açúcar para a sua saúde?

A partir da segunda metade do século passado a sacarose, a frutose e outros glícidos começaram a ser usados como aditivos na indústria alimentar, o que despoletou ainda mais o consumo de açúcar na nossa população.

Alimentos que fazem parte da nossa alimentação diária como o pão, os iogurtes, as farinhas, os enlatados, refrigerantes e todo o tipo de produtos processados.

O excesso de consumo de açúcar pode causar graves problemas de saúde, tais como, obesidade, fígado gordo, diabetes tipo II, aterosclerose, doença cérebro-vascular, problemas cardiovasculares e desordens comportamentais e cognitivas.

 

Sabia que:

O açúcar pode provocar uma produção excessiva de sulcos gástricos, pois este não é digerido na boca e chega rapidamente ao estômago. Isto pode conduzir ao surgimento de úlceras gástricas causadas pela hiperacidez estomacal, induzida pela secreção excessiva de sulcos.

O açúcar, quando consumido em excesso, tem a capacidade de anular o metabolismo do magnésio, este tem um papel importante nas moléculas que participam na defesa do nosso organismo.

A descalcificação dos ossos e dos dentes pode ser conduzida pelo consumo abusivo de açúcar. Tendo em conta que a assimilação do açúcar é feita pelos intestinos, e este não tem qualquer vitamina do grupo B, o organismo mobiliza as reservas de vitamina B do corpo. Sendo que a vitamina B rege os fenómenos de calcificação no nosso organismo, em caso de esta ser induzida para os intestinos, auxiliando na assimilação do açúcar, a sua função, no que diz respeito à calcificação dos ossos e dentes, fica comprometida.

O açúcar é uma substância extremamente aditiva, estimula a produção de dopamina que é responsável pela sensação de prazer e bem-estar. O que induz a uma adição do nosso organismo pela substância. Grandes nomes da investigação na área da medicina e ciência, comparam o açúcar ao tabaco, devido não só aos seus malefícios, mas principalmente à dependência associada.

A prevenção de doenças e desordens, derivadas do consumo abusivo de açúcar é a redução drástica da substância na nossa alimentação diária.

O único açúcar de que o nosso organismo necessita é o que absorve, naturalmente, no processo de metabolização dos hidratos de carbono complexos, como leguminosas e verduras que se transformam em glicose lentamente. O açúcar presente na fruta pode, e deve, ser consumido, este ajuda na digestão e aumenta a saciedade.

É importante que tenha em conta que o doce do açúcar, reproduz-se amargamente na nossa saúde.

 

Alguns conselhos:

Modere o consumo de açúcar, opte por alimentos doces, como a abobora, cenoura ou quinoa.

Leia atentamente o rótulo de todas as embalagens, mesmo que estas indiquerm ser de baixas calorias.

Evite produtos processados.

Opte por alimentos biológicos.

Porque a Get it trabalha arduamente para transformar vidas pode encontrar neste blog receitas saudáveis e deliciosas sem adição de açúcar.

Baixe o nosso ebook e transforme a sua vida, aqui encontra tudo o que necessita para mudar os seus maus hábitos, e adquirir um estilo de vida saudável.

Share:

Publique um comentário!